CIRURGIAS ESPIRITUAIS

OBS.: Quero lembrar que fiz este blog apenas para ajudar e informar pessoas que gostam de tratamentos alternativos, deixando claro que não tenho nenhuma ligação direta com o templo. Eu particularmente acredito e conseguí curas através dele, mas é de responsabilidade de cada um o que possa vir a acontecer, lembrando que quando é chegada a hora da pessoa partir não tem força nenhuma que mude a situação. As entidades apenas podem colaborar amenizando o sofrimento em seus momentos finais. Boas curas, ótima saúde e muita paz a todos.

Paz e Luz a todos seguidores e visitantes do Blog.

sábado, 14 de julho de 2012

SALMO DO DIA!



Ó Senhor, não me repreendas na tua ira, nem me castigues no teu furor. Porque as tuas flechas se cravaram em mim, e sobre mim a tua mão pesou. Não há coisa sã na minha carne, por causa da tua cólera; nem há saúde nos meus ossos, por causa do meu pecado. Pois já as minhas iniqüidades ultrapassam a minha cabeça; como carga pesada excedem as minhas forças. As minhas chagas cheiram mal e são purulentas, por causa da minha loucura. Estou encurvado, estou muito abatido, ando lamentando o dia todo. Porque as minhas ilhargas estão cheias de ardor, e não há coisa sã na minha carne. Estou fraco e muito quebrantado; tenho rugido por causa do desassossego do meu coração. Senhor, diante de ti está todo o meu desejo, e o meu gemido não te é oculto. O meu coração está agitado; a minha força me falta; quanto à luz dos meus olhos, até essa me deixou. Os meus amigos e os meus companheiros afastaram-se da minha chaga; e os meus parentes se põem à distância. Também os que buscam a minha vida me armam laços, e os que procuram o meu mal dizem coisas perniciosas, e imaginam astúcias todo o dia. Mas eu, como um surdo, não ouço; e como mudo que não abre a boca. Assim eu sou como homem que não ouve, e em cuja boca não há reprovação. Porque em ti, Senhor, espero; tu, Senhor meu Deus, me ouvirás. Rogo, pois: Ouve-me, para que eles não se alegrem de mim e não se engrandeçam contra mim quando escorrega o meu pé. Pois estou prestes a tropeçar; a minha dor está constantemente comigo. Confesso a minha iniqüidade; entristeço-me por causa do meu pecado. Mas os meus inimigos são cheios de vida e são fortes, e muitos são os que sem causa me odeiam. Os que dão mal pelo bem são meus adversários, porque eu sigo o que é bom. Não me desampares, ó Senhor meu Deus, não te alongues de mim. Apressa-te em meu auxílio, Senhor, minha salvação. Amém !

Nenhum comentário:

Postar um comentário